Já ouviu falar sobre o Eneagrama ?

O Eneagrama é um conjunto de técnicas e vivências para a gestão emocional e o desenvolvimento humano. Utilizado como mapa que descreve nove emoções humanas, cada uma relacionada a um Padrão de Comportamento, possibilita que cada um torne-se autoconsciente das emoções que o influenciam diretamente, bem como, identifica o estilo de atuação, os elementos motivadores e desmotivadores para indivíduos .

Composto por um círculo, um triângulo e uma hexade, o eneagrama é uma figura geométrica de nove pontas que funciona como símbolo processual. Pode ser usado na compreensão e estudo de qualquer processo contínuo, uma vez que, em sua lógica, o fim é sempre o início de um novo ciclo. É essa riqueza de possibilidades que explica a presença do eneagrama em diversas tradições antigas, do pensamento grego de Pitágoras e Platão às filosofias herméticas e gnósticas, passando pelo judaísmo, cristianismo e islamismo.

No mundo moderno, a presença do eneagrama se deve a Gurdjieff, filósofo armênio que ensinou filosofia do autoconhecimento profundo no começo do século passado. Gurdjieff deparou-se com o símbolo em uma de suas viagens e passou a utilizá-lo como um modelo de processos naturais. Alguns anos mais tarde, Oscar Ichazo, filósofo boliviano que, assim como Gurdjieff, era fascinado pela ideia de recuperar conhecimentos perdidos, pesquisou e sintetizou os vários elementos do eneagrama.


No início da década de 50, Ichazo associou as nove pontas do símbolo aos nove tributos divinos que refletem a natureza humana, oriundos da tradição cristã. Nascia a relação entre o eneagrama e os tipos de personalidade. Ao longo dos anos seguintes, Ichazo estabeleceu a sequência adequada de emoções no símbolo, fazendo mais de 108 eneagramas descrevendo processos e criando o primeiro mapa da psique humana para elevação do nível de consciência. Por fim, em 1970, o médico psiquiatra Claudio Naranjo correlacionou os tipos do eneagrama às características psiquiátricas que conhecia, começando a expandir as resumidas descrições de Ichazo e montando um sistema de tipologias.

Para que o indivíduo seja inteligente emocionalmente é necessário respeitar suas emoções, validá-las, ou seja, se dar o direito de sentir o que sente e administrar estas emoções para que elas não sejam prejudiciais aos seus objetivos e resultados. Quando olhamos de forma consciente para nosso corpo, podemos perceber a importância das emoções e o quanto estão diretamente relacionadas a ele e às formas que adquire. Com essa ferramenta você passa a reconhecer e compreender suas próprias emoções, refletir sobre elas e colocar suas conclusões em prática, gerando uma mudança positiva na forma como você se comporta, toma decisões e interage socialmente.



Fonte: www.ieneagrama.com.br


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Endereço: R. Borges Lagoa 508 - São Paulo, SP 040038-000

Contato@cura-te.org.br

Conheça o projeto

Você quer nos ajudar a continuar esta obra?

amigos do Cura-te logo.png
WhatsApp-icone.png

 2016 - Cura-te © Todos os direitos reservados - CNPJ: 31.171.222/0001-09