Como estamos todos interligados?

Somos criadores de nossa própria realidade. Entenda o poder da energia.


O título deste artigo não deve surpreender ninguém que esteja familiarizado com a Teoria da Relatividade de Einstein (E=mc²). Einstein afirma que a energia e a matéria são a mesma coisa. O material é de fato uma bolha comprimindo a energia, e essa energia pode ser liberada com consequências catastróficas, como por exemplo, as bombas atômicas. O caminho da descoberta científica segue, em partes, o seguinte percurso: o átomo era considerado o bloco de construção da matéria, então foi descoberto as partículas subatômicas, e estas formam pacotes de ondas de energia. Um elétron vibra mais ou menos 0,5 bilhões de vezes por segundo. Estas quantias gigantescas de vibração produzem som e cor. O universo seria, portanto, uma grande quantidade de cores e sons. Pode até ser uma projeção holográfica de eventos quânticos que ocorrem na boca de um buraco negro! Uau!

Werner Heisenberg, um dos pais da mecânica quântica, uma vez disse: “O universo não é feito de coisas, mas as redes de energia vibracional, emergindo de algo mais profundo e sutil”. Então, isso significa que nossos pensamentos são puramente energia? Se assim for, então eles devem interagir com objetos energéticos em torno deles, não acham? Bom, a resposta é sim.


Um estudo recente feito pelo Instituto de Ciência Weizmann, descobriu que um feixe de elétrons podem ser “afetados” ou “alterados” pelo simples fato de estarmos os observando. Isso significa que nós controlamos nossa própria realidade?



A energia que liberamos, de alguma forma, interage com toda a energia presente e nos dá um resultado?

Exemplo: Se você sente afeto por alguém, isso significa que os sentimentos de amor exalam e chegam até essa pessoa em questão, e suas relações futuras dependem de como essa energia é liberada e atendida. Portanto, a física quântica nos diz que não somos meros observadores, nas maquinações de um mundo físico gigantesco. Em vez disso, nós somos os criadores de nossa própria realidade. Nós construímos o que vemos. Nossa mente sabe o que está a criar para nós. É como olhar para um holograma. James Jeans, físico britânico pioneiro na imaterialidade do universo, disse uma vez:


"O fluxo de conhecimento está caminhando em direção a uma realidade não-mecânica; o Universo começa a se parecer mais com um grande pensamento do que com uma grande máquina. A mente já não parece ser um intruso acidental no reino da matéria, devemos saudá-la, como se fosse o governador do reino da matéria."


Sendo assim, devemos acordar e perceber que a espiritualidade tem tentado nos dizer durante séculos: estamos todos interligados e conectados. Somos como uma rede de computadores. Cada um de nós tem seu próprio endereço de IP (assinatura de energia) e podemos nos comunicar uns com os outros através de fluxos de dados (energia). Concluindo, a física quântica nos ajuda a entender o nosso Universo, dando algumas das explicações mais plausíveis sobre vários fenômenos. Consegue fornecer respostas claras e simples para os enigmas mais engenhosos da ciência com apenas um pensamento: não rejeite a espiritualidade do Universo.


Fonte: www.eusemfronteiras.com.br

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square

ENTRE EM CONTATO

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Endereço: R. Borges Lagoa 508 - São Paulo, SP 040038-000

Contato@cura-te.org.br

Conheça o projeto

Você quer nos ajudar a continuar esta obra?

amigos do Cura-te logo.png
WhatsApp-icone.png

 2016 - Cura-te © Todos os direitos reservados - CNPJ: 31.171.222/0001-09