Já ouviu falar sobre o Eneagrama ?

O Eneagrama é um conjunto de técnicas e vivências para a gestão emocional e o desenvolvimento humano. Utilizado como mapa que descreve nove emoções humanas, cada uma relacionada a um padrão de comportamento, possibilita que cada um torne-se autoconsciente das emoções que o influenciam diretamente, bem como, identifica o estilo de atuação, os elementos motivadores e desmotivadores para indivíduos . Composto por um círculo, um triângulo e uma hexade, o eneagrama é uma figura geométrica de nove pontas que funciona como símbolo processual. Pode ser usado na compreensão e estudo de qualquer processo contínuo, uma vez que, em sua lógica, o fim é sempre o início de um novo ciclo. É essa riqueza de possibilidades que explica a presença do eneagrama em diversas tradições antigas, do pensamento grego de Pitágoras e Platão às filosofias herméticas e gnósticas, passando pelo judaísmo, cristianismo e islamismo. No mundo moderno, a presença do eneagrama se deve a Gurdjieff, filósofo armênio que ensinou filosofia do autoconhecimento profundo no começo do século passado. Gurdjieff deparou-se com o símbolo em uma de suas viagens e passou a utilizá-lo como um modelo de processos naturais. Alguns anos mais tarde, Oscar Ichazo, filósofo boliviano que, assim como Gurdjieff, era fascinado pela ideia de recuperar conhecimentos perdidos, pesquisou e sintetizou os vários elementos do eneagrama. Os Tipos de Personalidade no Eneagrama No eneagrama, contamos com nove tipos de personalidade: 1) Perfeccionista, Reformista A ideia central para o primeiro tipo é a perfeição. Por isso, centra toda a sua atenção no erro, no que deve ser corrigido. A sua fixação egóica é o ressentimento.

Frase: “Eu faço do meu jeito”. 2) Prestativo, Manipulador O ponto central para o segundo tipo é ser amado pelos demais. Por isso, é chamado de prestativo e ajudará em todas as situações em que puder.

Frase: “Eu devo ajudar os outros”. 3) Bem-sucedido, Competitivo A competitividade é a ideia central para o terceiro tipo. Ou seja, eles querem a todo custo o sucesso. Buscam ser bem-sucedidos e este é o seu objetivo mais importante.

Frase: “Eu preciso ser bem-sucedido” 4) Individualista O individualista deseja o autoconhecimento, a autocompreensão e, com isso, desenvolve frequentemente ideias e projetos originais. No lado negativo, pode ser melancólico e introspectivo demais.

Frase: “Eu sou único”. 5) Observador, Pensador A ideia central para o tipo cinco é o conhecimento total. Com sua observação apurada e constante, ele procura sempre entender mais o mundo e as pessoas, num ciclo eterno para usar o conhecimento adquirido e aprender mais.

Frase: “Eu preciso entender o mundo”. 6) Questionador É o cético. Podemos notar, nesta tendência, a representação de um único tipo, na via negativa e na via positiva.

Frase: “Eu sou cético”. 7) Sonhador, Impulsivo O tipo sonhador é um dos mais facilmente reconhecíveis. A ideia central é a busca pela felicidade, a busca pela alegria. É normalmente muito divertido e otimista e está sempre pronto para ouvir uma nova ideia, para sonhar um novo projeto. Na forma negativa, podem ser impulsivos e volúveis, indo cada hora na direção de um novo sonho.

Frase: “Eu sou feliz e aberto a novas ideias”. 8) Confrontador, Líder O tipo oito é aquela pessoa que está sempre se confrontando com os demais. Por essa única característica, já apresenta grande tendência para liderança de grupos e pessoas. São motivados para a ação, e positivamente conseguem motivar as pessoas para atingir os seus objetivos e os objetivos do grupo.

Frase: “Eu devo ser forte”. 9) Pacifista, Preservacionista Como a própria palavra já diz, o tipo nove é um sujeito que busca a paz, a resolução dos conflitos, das discórdias e das discordâncias. A sua grande tendência é a de buscar e criar a união entre as pessoas.

Frase: “Estou em paz”. Para que o indivíduo seja inteligente emocionalmente é necessário respeitar suas emoções, validá-las, ou seja, se dar o direito de sentir o que sente e administrar estas emoções para que elas não sejam prejudiciais aos seus objetivos e resultados. Quando olhamos de forma consciente para nosso corpo, podemos perceber a importância das emoções e o quanto estão diretamente relacionadas a ele e às formas que adquire. Com essa ferramenta você passa a reconhecer e compreender suas próprias emoções, refletir sobre elas e colocar suas conclusões em prática, gerando uma mudança positiva na forma como você se comporta, toma decisões e interage socialmente. Fonte: www.ieneagrama.com.br

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta