Você sabe o que é Outubro Rosa?

Outubro Rosa é uma campanha anual realizada mundialmente, com a intenção de alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama. A mobilização, criada em 1997 nos Estados Unidos, enfatiza a importância de disseminar informações e adotar medidas de prevenção da doença, a fim ajudar as pessoas a terem um diagnóstico precoce, estratégia crucial para o sucesso do tratamento do tumor. Durante o mês de outubro, diversas instituições abordam o tema para encorajar mulheres a realizarem seus exames. Preocupado com você, o Cura-te apoia essa importante iniciativa, fundamental para a prevenção, já que nos estágios iniciais, a doença pode não apresentar sintomas. No Brasil, em 2018, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimou quase 60 000 casos novos da doença, o que representa uma taxa de ocorrência de 51,29 casos por 100.000 mulheres. Além disso, esse tipo de tumor é a quinta causa de morte por câncer em geral. SOBRE O CÂNCER DE MAMA O câncer de mama é um tumor maligno que ataca o tecido mamário e é um dos tipos mais comuns, segundo o InstitutoNacional do Câncer – INCA. Ele se desenvolve quando ocorre uma alteração de apenas alguns trechos das moléculas de DNA, causando uma multiplicação das células anormais que geram o cisto. A IMPORTÂNCIA DA MAMOGRAFIA Diagnosticar o câncer precocemente aumenta significantemente as chances de cura, 95% dos casos identificados em estágio inicial têm possibilidade de cura. Por isso, a mamografia é imprescindível, sendo o principal método para o rastreamento da doença. De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) das 11,5 milhões de mamografias que deveriam ter sido realizadas no ano passado, apenas 2,7 milhões foram feitas. A diminuição acentuada do exame é um fator de risco para milhares de mulheres e um alerta para a importância da campanha. FATORES DE RISCO Alterações genéticas causam o câncer de mama, e entre os principais fatores de risco estão idade (mulheres acima de 50 anos têm mais chances de desenvolver o câncer) e histórico familiar (quem tem parentes diretos com câncer), outros como: Há vários fatores de risco que, se evitados, podem ajudar a preveni-lo: Boa alimentação é a dica número um para cuidar da sua saúde. Como em tudo na vida, o segredo está no equilíbrio. Reduza o consumo de carne vermelha, elimine os embutidos (como salame, presunto etc.), capriche no prato colorido, com folhas, legumes, carnes brancas, pouca gordura, comer frutas, grãos integrais, beber muita água:tudo isso vai melhorar sua saúde e sua disposição. Fumo é um grande fator de risco de câncer. Evite bebidas alcoólicas. Faça exercícios, sempre. Quem não gosta de praticar esportes pode fazer caminhadas, dançar, pedalar, entre outras atividades. SINAIS E SINTOMAS Os sinais e os sintomas do câncer podem variar, e muitas mulheres podem não apresentar nenhum deles! Mesmo assim, é importante reconhecer mudanças na mama, seja na cor, na espessura ou no tamanho. A identificação de quaisquer desses sinais ou sintomas pode ser um sinal de alerta que o médico deverá avaliar. CÂNCER DE MAMA EM HOMENS – FIQUE ATENTO Sim, homens também podem ter câncer de mama. Eles têm glândulas mamárias e hormônios femininos, ainda que em quantidade pequena. O câncer de mama em homens é bem mais raro, mas acontece. Dos casos de câncer de mama, 1%é masculino. Para cada 100 mulheres diagnosticadas com câncer de mama, há 1homem com o mesmo diagnóstico. DIAGNÓSTICO Justamente por ser mais raro, não existe rastreamento de câncer de mama (ou seja, não fazemos mamografia de rotina neles), a não ser que cheguem ao médico com alguma queixa na mama. Portanto, o mais importante: que cada homem preste atenção ao seu corpo. Ao primeiro sinal de uma caroço na mama, ou inchaço próximo do mamilo, ou secreção pelo mamilo, é bom agendar um médico. O aumento da mama no homem, ou mesmo o caroço, pode ser só uma ginecomastia – o que é mais comum –, que significa um aumento totalmente benigno da glândula mamária do homem, sem risco para câncer de mama. SINTOMAS Surgimento de um caroço próximo ao mamilo Retração do mamilo Dor unilateral na mama OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE O CÂNCER DE MAMA Há vários tipos de câncer de mama. Por isso, a doença pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente. Esses comportamentos distintos se devem a característica próprias de cada tumor. O câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%. Fonte: INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER – MINISTÉRIO DA SAÚDE Referências: www.ceara.gov.br

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta