Thetahealing, a cura da alma

Técnica leva o cérebro a acessar a frequência de onda theta e a entrar em conexão com o Criador. A norte-americana Vianna Stibal havia sido diagnosticada com um câncer que estava destruindo rapidamente seu fêmur direito. Ela tentou a medicina convencional e as técnicas alternativas. Ambas falharam. Resolveu usar uma técnica simples de leitura intuitiva.

Em estado meditativo, seu cérebro acessou a frequência de onda teta, que permitiu que ela fizesse contato com o Criador e emitisse um comando de cura para seu corpo. A partir daí ela tornou-se uma professora e curandeira espiritual, que ensina a técnica ThetaHealing. Quem explica esse processo é Flávio Teixeira, 36, terapeuta quântico e instrutor de ThetaHealing há cinco anos.

“Estudos científicos comprovam que a onda teta é capaz de gerar cura instantânea para doenças de diversos tipos. ThetaHealing é uma técnica de cura quântica que utiliza o acesso ao estado de ondas cerebrais teta, conectando o indivíduo com a fonte criadora. Para isso, é preciso treinar a mente para que ela entre em teta e, assim, acesse o campo das infinitas possibilidades. Quando o cérebro entra nesse estágio, é possível acessar o subconsciente e todas as crenças individuais, assim como os potenciais e as limitações. Por meio dessa conexão com a fonte é possível mudar as crenças limitantes e despertar em cada um o melhor de si”, ensina Flávio. Crenças: Estar em teta significa ter acesso ao subconsciente estando consciente. “Qualquer pessoa pode treinar seu cérebro por meio da meditação thetahealing, que é focada na respiração e na consciência. O praticante imagina a consciência seguindo um caminho que leva ao Criador, por meio das ondas teta. Quando a consciência é projetada para fora do corpo, em direção ao alto, o cérebro entra em teta. Nesse momento, a pessoa deve chamar pelo nome do Criador, que pode ser Deus, Alá, Buda, dependendo da crença pessoal. Nesse ponto, o indivíduo acessa a energia da criação porque sua mente está expandida”, sustenta o instrutor.

Vianna descobriu que, no momento em que a pessoa se conecta com a fonte, ela pode dar comandos para limpar sua aura, sua energia, acessar seu subconsciente, mudar crenças e programas limitantes desenvolvidos na infância, herdadas pela ancestralidade, influenciadas pelo inconsciente coletivo e geradas em outras vidas.

“É possível também acessar seu propósito de vida, seus dons, seus talentos e ter uma conexão plena com os planos da existência e a dimensões espirituais e estabelecer conexão com seu anjo da guarda, guia, mestre, eu superior”, propõe Teixeira.

Para ele, o thetahealing é, ao mesmo tempo, “uma forma de meditação, uma técnica de cura e autocura e um estilo de vida, porque nos ensina a ter autorresponsabilidade em tudo que criamos em nossa vida e a mudar em nós o que queremos mudar do lado de fora”. “Essa é a mudança que queremos ver no mundo”, diz.

Transformação: A técnica oferece diversas possibilidades para o praticante ou terapeuta. “É possível realizar a leitura da aura e dos ancestrais, o escaneamento do corpo e dos órgãos internos e do futuro provável. Tudo isso com o objetivo de trazer clareza sobre seu propósito, sua missão, e também acessar informações sobre o que é preciso mudar, curar, transformar. É possível dar comandos para a cura física no corpo do paciente, mas isso não quer dizer que a pessoa vai se curar, pois ela tem que se permitir a cura. Durante o processo é revelado o porquê e para quê a pessoa está vivendo aquela situação, e descobre-se qual crença e qual o propósito estão ligadas à desarmonia. Nesse ponto, eles são ressignificados, manifestando a cura por meio da energia do criador”, explica Teixeira.

Por meio de testes musculares, as crenças limitantes são identificadas. “A partir daí podemos começar a investigar a crença-raiz, aquela que deu origem a vários sintomas, inclusive físicos”, afirma Teixeira. Leituras: O terapeuta poderá acessar o campo quântico informacional do cliente, identificando as informações que aí estão registradas e trazendo aquelas que ele deseja trabalhar. O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA Todas as pessoas são intuitivas Presente no Brasil há 12 anos, o ThetaHealing propõe que, no estado teta, as habilidades intuitivas afloram e, por isso, é possível que qualquer pessoa treinada realize leituras intuitivas, usando seu estado cerebral para curar.

“Todos têm esses dons, alguns já nascem com eles desenvolvidos, e em outros eles estão bloqueados ou adormecidos. Somos intuitivos e podemos trabalhar conscientemente com os planos mineral, vegetal, dos ancestrais, dos mestres ascensionados, da música, do magnetismo e da criança”, explica o instrutor de ThetaHealing Flávio Teixeira.

A meditação estabelece a conexão entre o céu e a terra, alinha os chacras e a energia kundalini, propiciando o despertar da consciência e um caminho para a iluminação.

“Thetahealing é altamente compatível com todas as técnicas terapêuticas e de meditação e com cada caminho espiritual, e, por isso, pode ser ensinada para pessoas de qualquer crença religiosa”, diz o instrutor.

A abrangência da técnica vai além. “Ela ativa o campo quântico do DNA, que vai reativar filamentos do DNA biológico, fortalecendo a capacidade de autocura das células físicas. Ela traz o despertar do mestre interior e de toda a capacidade do indivíduo para estar a serviço do bem maior da evolução do planeta”, diz Flávio.

O método proposto por Vianna Stibal leva o cérebro instantaneamente a um estado profundo de sonho. Usando esse estado, ela ensina como restabelecer uma conexão consciente com o Criador e, por meio dela, facilitar mudanças físicas, mentais e emocionais.

“Vianna defende que cada ser é uma faísca de Deus e mostra como cada um criou sua própria realidade e como tudo na vida tem e servirá a um propósito”, comenta Teixeira. EMOÇÕES Autocura inspira todo o trabalho Depois de testemunhar sua própria cura há mais de 20 anos, Vianna Stibal descobriu que emoções e crenças afetam o indivíduo em vários níveis e desenvolveu um processo para descobrir “como acreditamos, por que acreditamos, como criamos problemas e doenças em nossas vidas, como mudá-los, como entender o verdadeiro plano do Criador e criar a realidade que desejamos”. “Essa é a proposta do thetahealing”, ensina Flávio Teixeira. BENEFÍCIOS • Saúde

• Alinhamento com o propósito de vida – ter uma vida com mais sentido;

• Prosperidade e abundância;

• Transformação pessoal;

• Autoconhecimento;

• Reconexão com a essência;

• Substituição de crenças limitantes por positivas;

• Reescrever a própria vida; Fonte: www.otempo.com.br

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta